BUENAVENTURA

Boletín de difusión de las ideas libertarias

Edita: Grupo Perdigón (FAI).

SALUDOS DESDE LA MACARONESIA A LOS COMPAÑERES DE LA REGION CHILENA

Escrito por faimacaronesia 25-01-2017 en COMUNICADOS. Comentarios (0)

LAZOS Y AFINIDADES

Organizaciones Anarquistas en la Región chilena:

Federación anarquista local de Valdivia (IFA)
Grupo El Sol Acrata – Antofagasta
Grupo Pampa Negra – Antofagasta
Grupo JD Gomez Rojas – Santiago
Grupo La Boina – Santiago
Grupo La Peste – Santiago
Grupo Salud Antiautoritaria – Santiago
Grupo Verba Negra – Valparaíso
Grupo Novena Ola – Concepción
Grupo Volver a la Tierra – Temuco
Coordinadora Anticarcelaria La Fuga – Niebla
Org. Marco en Libertad – Valdivia

Organizaciones Anarquistas en las Americas:

Federacion Anarquista Rosa Negra – FARN
Federacion Anarquista De Mejico – FAM
Federacion Anarquista de Centro America y el Caribe – FACC
Federacion Libertaria Argentina – FLA
Liga Anarquista – RJ – Brasil
Biblioteca Terra Livre – SP – Brasil
Taller Anarquista Hebert Nieto – Uruguay
Grupo  Anarquía – Uruguay

Organizaciones Anarquistas en Europa:

Federacion Anarquista iberica – FAi
Federacion Anarquista italiana – FAit
Federacion Anarquista de habla alemana – FdA
Federacion Anarquista francofona – FA
Federacion Anarquista britanica – AF
Federacion Anarquista checa y eslovaca – AFed
Federacion Anarquista eslovena – FAO
Federacion Anarquista Bulgara – ФАБ
Federacion Anarquista Bielorusa – ФАБ

Organizaciones Anarquistas en Asia:

Anarşist Faaliyet – Accion Revolucionaria Anarquista – Turquía
Unity (Ahdut/Wihda) Federacion Anarquista Palestino-Israelí
Federacion Anarquista India

Internacional de Federaciones Anarquistas



SALUDOS DESDE LA MACARONESIA A LOS COMPAÑERES DE BRASIL

Escrito por faimacaronesia 25-01-2017 en COMUNICADOS. Comentarios (0)

COMUNICADO DA INICIATIVA FEDERALISTA ANARQUISTA | BRASIL


Partimos para o X congresso com a delegação de apresentar a IFA|Brasil e manifestar nossa adesão a Internacional firmando o pacto federativo para o qual foi aceita a Inciativa por consenso. Em seguida participamos do Congresso como integrantes da Internacional deliberando sobre os encaminhamentos antes debatidos na IFA|Brasil quanto as questões de revisão do pacto federativo, guerra, nacionalismo, migrantes|refugiadas, Curdistão, “safer spaces”, patriarcado, campanhas internacionais, resistências e lutas locais.

Federações do continente Americano também aderiram a Internacional: Federação Anarquista do México e Federação Anarquista Local de Valdívia - Chile. Registamos nossa saudação as pessoas companheiras de Latino América e reafirmamos nosso compromisso, resistência e luta pela justiça social e a liberdade em todo nosso continente.

Estavam convidadas observadoras a Federação Anarquista do Caribe e Centro América com pessoas delegadas de Cuba, República Dominicana, El Salvador e o coletivo editorial de Venezuela El Libertário, também participaram as convidadas FAU alemã, a Organização Política Anarquista (Grécia), o sindicato Vrije Bond do território holandês, a DAF do Kurdish Anarchist Forum, o Aotearoa Workers Solidarity Movement (Nova Zelândia) e diversas pessoas anarquistas individualmente.

Estavam presentes as federações anarquistas que já constituem a IFA: Federação Libertária da Argentina, Anarquistas Bielorrussos, Federação Anarquista na Bulgária, Federação dos Anarquistas de Língua Alemã (federação organizadora), Federação Anarquista da Grã-Bretanha, Federação para a Organização Anarquista (que engloba grupos nos estados esloveno, croata e sérvio) e as Federações Anarquistas checa, de língua francesa e italiana.

Para nós da IFA|Brasil foram três anos de encontros, ações, reuniões e discussões que visavam uma estrutura que contemple as necessidades organizativas do anarquismo brasileiro e americano no contexto mundial, que atendam a diversidade de ações, de grupos, coletivos, uniões, associações e pessoas dentro de realidades territoriais e culturais tão diversas. Essa pluralidade, ao contrário de outras vertentes, nos é muito importante e preciosa, é parte de uma proposta que busca a síntese dos ideários e práticas anarquistas, sem os descaracterizar e somá-los de forma que antinomias sejam elementos de força. A história e a luta anarquista continua e retoma seu curso.

Este congresso foi o mais expressivo e com maior participação internacional já realizado na história da Internacional das Federações Anarquistas após os Congressos da Internacional dos Trabalhadores - AIT. Sua grandiosidade e responsabilidades são históricas e expressam a determinação do trabalho e luta por um mundo sem fronteiras, sem patrões, sem governantes. Desde a Comuna de Paris, a greve geral de 1917 e 1919 no Brasil, a Revolução Social em Espanha afirmamos a vida e a disposição para abolir o capitalismo e estabelecer a cada dia a autogestão e o federalismo anarquista.

As pessoas e grupos anarquistas, organizações e companheiras de resistências e lutas que nos antecederam nos mostraram, nos ensinaram que a luta pela emancipação de todas as opressões, de todas as explorações é feita sempre, diariamente em nossos lares, em nossos trabalhos, em nossas escolas, nos campos e nas cidades. Junto aos povos negro, indígenas, às mulheres e transexuais. É uma luta feita com nossos corações, com o amor que dedicamos em germinar a mais bela planta da natureza humana, a da liberdade.

Sabemos da responsabilidade que temos nesse processo e agora estamos diante de uma nova perspectiva e compartilhamos com todas as organizações e pessoas anarquistas que já possuem uma história de luta e entendem que cada palavra aqui expressa possuí um sentido real de possibilidade de uma transformação visceral, sabemos que isso transcende a construção de apenas uma organização toda codificada, burocrática, sem tesão! Afirmamos a liberdade de viver, resistir, lutar contra a opressão e a exploração.

Seguimos construindo uma federação especificamente anarquista sintetizando e somando os trabalhos sindicais, culturais, sociais, populares, identitários, individuais e territoriais a partir das primeiras organizações envolvidas, dos fóruns, saraus, centros de cultura social, trabalhos, cirandas, feiras de livros, greves, reuniões, dos jornais, blogs, revistas, textos, documentos produzidos a partir de nossas vivências, onde aprendemos com o passado, com nossas pequenas experiências em direção da construção de uma federação ou várias federações fundadas nos princípios anarquistas do ANTIAUTORITARISMO, APOIO MÚTUO, AUTOGESTÃO, AÇÃO DIRETA, FEDERALISMO com toda pluralidade anarquista, com a paciência, a perseverança e a serenidade diante das forças que nos querem calar, caluniar e destruir.

Estabelecemos o enlace com a Internacional e com as organizações associadas e o internacionalismo dos povos, dos trabalhadores e dos anarquistas seguimos andando vivos e pulsantes na resistência, na luta e na construção hoje de uma sociedade livre.

A aurora da sociedade livre está em nossa mãos e corações.

Iniciativa Federalista Anarquista | Brasil

Coletivo Anarc@Punk Aurora Negra

Fenikso Nigra

 Liga Anarquista no Rio de Janeiro